Em 2005, ao longo do histórico caminho romano Via Claudia Augusta, foi pela primeira vez realizado um Festival Europeu de Órgão, um evento que abrangeu mais de 50 concertos e recebeu os melhores intérpretes a nível mundial, numa região cuja beleza cultural e paisagística tem atraído um vasto número de artistas ao longo dos tempos. Tendo como palco inicial as cidades de Landsberg e Augsburg, o festival teve uma duração de dez semanas e terminou com uma semana de concertos na romântica Veneza. Contando com mais de 10 mil espectadores, este Festival de Órgão Europeu representou um enorme sucesso.

O Festival Euro-Via "Caminhos para Roma" 2008 irá coordenar e organizar concertos de órgão em dez países europeus, apresentando assim o panorama artístico que a Europa oferece em termos musicais (música sacra) desde há muito. O Festival terá início no princípio de Junho, na Baviera, e percorrerá as metrópoles europeias. Entre as cidades participantes, todas elas panos de fundo de momentos decisivos ao longo da história europeia, encontram-se San Sebastián, Porto, Paris, Toulouse, Munique, Londres, Copenhaga, Danzig, St. Florian, Veneza e Palermo.

O Festival Euro-Via atingirá o seu momento alto em Novembro, numa semana dedicada ao órgão em Roma, onde organizadores, artistas e espectadores poderão participar num intenso intercâmbio cultural e musical.

Além da actuação de estrelas há muito consagradas do panorama internacional do órgão e de ensembles instrumentais de renome internacional, será igualmente possível presenciar o desempenho de novos talentos promissores. O presente festival teve o seu prelúdio em 2007 com o segundo concurso de interpretação de órgão "Orgelstadt Landsberg", cujo vencedor do primeiro prémio também participará no "Caminhos para Roma".

Um dos objectivos do Festival Euro-Via é promover o intercâmbio dos melhores alunos de diferentes escolas de música europeias, de forma a que estes possam conhecer melhor as particularidades estilísticas e culturais da música de órgão tocada em diferentes regiões da Europa. Além disso, este evento torna possível o convívio da nova geração de organistas com a elite mundial.

Desde o início dos tempos que a música exerce uma grande influência para além das fronteiras territoriais e linguísticas, tocando os corações das pessoas e contribuindo para a paz e entendimento entre elas. A Igreja é uma das instituições que desenvolveram, ao longo dos séculos, uma cultura musical de topo. O órgão é o instrumento musical por excelência da Igreja há mais de mil anos.

A combinação entre os antigos caminhos dos peregrinos europeus, nos quais se encontram igrejas importantes do ponto de vista da história da arte, com o potencial da experiência de um festival de música "itinerante", resulta num intenso diálogo intercultural entre artistas, organizadores e espectadores – uma novo passo na eliminação das fronteiras europeias!

Os meus mais sinceros agradecimentos a todos os organizadores e artistas que se mostraram receptivos à ideia de um grande festival europeu e que, após uma fase de preparação intensiva de dois anos,  tornaram esta ideia possível

Johannes Skudlik
Director artístico
www.johannesskudlik.de

velauf2

Preview 2011 - 2012